Álcool e tabaco na amamentação

Os especialistas indicam que não faz mal ingerir bebidas alcoólicas de vez em quando durante a amamentação. O álcool passa facilmente para o leite, mas também é eliminado facilmente. Os seus efeitos no bebé são diretamente proporcionais aos efeitos na mãe. Se não estiveres a sentir os efeitos da bebida alcoólica, isso significa que há muito pouco álcool no teu leite para ser transmitido ao bebé.

A quantidade de álcool no leite materno atinge um pico cerca de 60-90 minutos após o consumo (concomitante com alimentos) e 30-60 minutos após o consumo sem alimentos. Uma mulher de corpulência média demora aproximadamente 2-3 horas para eliminar uma dose única de álcool do seu corpo. Portanto, antes de amamentar o bebé, recomenda-se esperar cerca de 2 horas após tomar uma bebida alcoólica. Alimenta o pequenino antes de tomar uma taça de vinho ou copo de cerveja. Na hora em que ele estiver pronto para mamar novamente, você já terá passado pelo pico de álcool no sangue.

Os efeitos colaterais do álcool incluem um bebê sonolento e difícil de acordar, sendo que este costumava dormir pouco de um modo geral. O álcool também pode inibir a produção e alterar o cheiro ou sabor do seu leite, levando o bebê a mamar uma quantidade menor. Um grande consumo de álcool pode acarretar baixo ganho de peso, letargia e outros problemas em termos de segurança.

Levedo de cerveja, malte e lúpulo são conhecidos há muito tempo como alimentos que estimulam a produção de leite, embora a sua quantidade nas cervejas modernas seja muito menor do que antigamente.

Fumo, posso amamentar?
Os especialistas afirmam que, mesmo que a mãe seja fumadora, a amamentação traz benefícios para o bebê e é melhor do que o leite em pó. O tabaco transmite diretamente ao leite materno não somente nicotina, como também outras substâncias nocivas. Quanto mais a mãe fuma, mais o bebê está vulnerável a elas. Portanto, os especialistas recomendam parar de fumar ou, se a mãe não conseguir parar, diminuir o consumo de cigarro. Se você não conseguir parar de fumar, tente diminuir a quantidade de cigarros por dia, ou fumar logo após amamentar, em um cômodo longe do bebê ou de preferência fora de casa, e lave as mãos antes de pegar o pequenino. Tenha em mente que o tabagismo passivo é igualmente perigoso para o bebê, então todo fumante deve colocar em prática os conselhos acima.

0 comentários:

Publicar um comentário

Deixa o teu comentário!
Os comentários são moderados, pelo que podem não ser visíveis logo após o envio!