Como evitar a perda de elasticidade

A partir dos 40 anos, as diferentes camadas de pele sofrem alterações. Apresentamos algumas dicas para ajudar a manter a pele saudável e bonita durante mais tempo.

Estima-se que a perda de elasticidade, ou elastose, seja mais notória a partir dos 40 anos. Porém, este processo está dependente de vários fatores, como a genética, exposição solar, poluição ambiental, má alimentação e o tabagismo. Com o envelhecimento, ocorrem alterações nas diferentes camadas da pele devido à redução gradual dos níveis de elastina, colagénio e ácido hialurónico. O colagénio é uma proteína insolúvel que se encontra de forma abundante por todo o corpo e exerce um papel fundamental na manutenção da estrutura da pele, entre outras funções. Também a elastina é uma proteína que permite à pele esticar e contrair quando puxada, sendo, por isso, crucial para a elasticidade dos tecidos. Por sua vez, o ácido hialurónico contribui para manter a hidratação e o preenchimento dos tecidos cutâneos. Qualquer alteração nestes componentes é responsável pelo aparecimento de sinais de envelhecimento, como flacidez, rugas e manchas de hiperpigmentação. Por este motivo, preparamos algumas dicas para atrasar o aparecimento destes sinais e ajudar a manter uma pele saudável e bonita.

NUTRIENTES ALIMENTAR A PELE
Já muito se sabe sobre os benefícios de uma dieta rica em alimentos de origem vegetal para a prevenção de problemas de saúde crónicos. Porém, a sua pele também sai a ganhar com a dose extra de vitaminas, minerais e fitoquímicos provenientes destes alimentos. O efeito antioxidante das frutas, vegetais, oleaginosas e sementes contribui para neutralizar os radicais livres responsáveis pelo dano celular e pela perda da capacidade de regeneração dos tecidos. Vê a lista que preparei de alguns alimentos que podem ser mais benéficos para a pele.

NUTRIENTE ALIMENTOS
VITAMINA C: Pimento vermelho, goiaba, laranja, couve kale, limão, toranja, brócolos, couve-flor, kiwi.
VITAMINA E: Óleo de gérmen de trigo, óleo de girassol, amêndoas, sementes de girassol, óleo de linhaça.
CAROTENÓIDES: Cenoura, abóbora, couve-galega, gema de ovo, acelga, milho.
SELÉNIO: Castanha-do-Brasil, clara de ovo, sementes de sésamo, sementes de girassol, gérmen de trigo, farelo de trigo.

COSMÉTICOS CUIDAR DA BELEZA 

No que toca aos cuidados com a pele, é sabido que os produtos à base de colagénio e de ácido hialurónico promovem bons resultados na prevenção dos sinais de envelhecimento. Porém, existem plantas e óleos vegetais que podem ajudar igualmente na manutenção de uma pele bonita.

A PLANTA e o seu EFEITO
ALOÉ VERA: Melhora a hidratação da pele; efeito antioxidante, anti-inflamatório e de proteção contra os raios ultravioleta.
ROMÃ: Punica granatum L - Rica em compostos fenólicos com efeito antioxidante; protege a pele contra os danos causados pela radiação UV, favorecendo a manutenção dos níveis de elastina.
ARGÃO: Argania spinosa L - O seu óleo é rico em ácidos gordos monoinsaturados e polifenóis; efeito positivo sobre a melhoria da elasticidade e hidratação da pele; reparador.
HAMAMÉLIA: Hamamelis virginiana - Contribui para corrigir a elastose, assim como para a redução das rugas, aumentando a firmeza geral da pele.


ESFOLIAÇÃO - LIMPAR PROFUNDAMENTE 
A esfoliação pode trazer inúmeros benefícios, desde a melhoria da capacidade de absorção dos princípios ativos dos cremes utilizados, ao aumento da produção de colagénio. Existem dois tipos de esfoliação: a física e a química. A primeira pode ser feita, por exemplo, com esponjas ou escovas adequadas, bem como produtos comuns do dia a dia, como o açúcar e o sal, que permitem remover as camadas mais superficiais da pele. Em contrapartida, a segunda é mais abrasiva, feita habitualmente com produtos à base de ácidos de utilização cosmética (ex. glicólico, salicílico), que vão atuar de forma mais profunda do que a esfoliação física. Contudo, é sempre importante ter em mente que, na existência de problemas de pele ou de sensibilidades específicas, deves procurar aconselhamento com um médico ou especialista em dermocosmética para saber qual o tipo de esfoliante mais apropriado para si.

SÊ SAUDÁVEL E PROTEGE-TE DO SOL
O consumo de tabaco prejudica gravemente o organismo e a pele não é exceção. Os químicos presentes no tabaco aceleram o processo de degradação das fibras de colagénio e de elastina. Por outro lado, pioram a oxigenação do sangue e a irrigação sanguínea dos tecidos, comprometendo o aporte de nutrientes fundamentais para combater os radicais livres e a perda de elasticidade. Quanto à exposição solar, alguns estudos sugerem que os raios UVB podem ser responsáveis por até 80% dos sinais de envelhecimento precoce da pele, por isso, não te esqueças de te protegeres, principalmente na primavera e no verão.

Produtos à base de colagénio e de ácido hialurónico promovem bons resultados na prevenção dos sinais de envelhecimento. Algumas plantas e óleos vegetais também ajudam na manutenção de uma pele bonita.

RECEITA DE ESFOLIANTE CASEIRO ANTI-IDADE
Ingredientes

½ Chávena de açúcar 
½ Chávena de café moído 
1 Chávena de óleo de coco 

Preparação
Combina todos os ingredientes até obteres uma pasta homogénea e aplica em movimentos circulares durante 3 a 5 minutos. Deixa atuar por 10 minutos e depois remove com água. Pode ser aplicada duas vezes por semana.

0 comentários:

Publicar um comentário

Deixa o teu comentário!
Os comentários são moderados, pelo que podem não ser visíveis logo após o envio!