Nutrição durante a amamentação

Os especialistas indicam que se pode comer praticamente de tudo. O sabor dos alimentos passa para o leite, e a maioria dos bebés adora isso!

Às vezes, o bebé reage a alguma coisa que a mãe comeu – os culpados mais comuns são a proteína de leite de vaca e glúten. Os sintomas podem incluir golfadas semelhantes a refluxo, fezes verdes com muco ou sangue e mal-estar ou gases. Eliminar a causa disso da sua alimentação pode ser difícil, mas o esforço vale a pena, até para os sonos muito mais tranquilos do bebé.

Muitas mães preocupam-se com o consumo de cafeína. Uma quantidade muito pequena de cafeína passa para o leite materno, e estudos revelam que leva um bom tempo para fazer alguma diferença para o bebé. No entanto, ressalvo que se o teu bebé estiver agitado, nervoso, com dificuldade para ficar quieto e dormir, pondera em eliminar todas as fontes de cafeína da tua alimentação (café, refrigerante, chá, chocolate, etc).

A amamentação ajuda a perder peso?
A maioria dos médicos recomenda ingerir 300 calorias a mais por dia, visto que a amamentação requer uma energia metabólica adicional. Porém, se não consumires calorias extras, o teu corpo vai começar a usar a energia que já tem para produzir leite materno, e assim queimar gorduras armazenadas, o que favorece a perda de peso.

É possível fazer dieta durante a amamentação?
É importante alimentares-te de forma saudável para sentires-te bem, mas aumentar a quantidade de exercícios físicos e diminuir o número de calorias pode ajudar-te a recuperar o teu peso pré-gravidez mais rápido. Se quiseres perder peso, faz isso devagar, eliminando cerca de 450-900 gramas por semana, e espera recuperar do parto antes de começar.

0 comentários:

Publicar um comentário

Deixa o teu comentário!
Os comentários são moderados, pelo que podem não ser visíveis logo após o envio!