Amamentação para Iniciantes

A amamentação tem benefícios para a mãe e para o bebé e deve ser incentivada por todos da família, sendo a melhor opção para a alimentação do bebé desde o nascimento até pelo menos aos 6 meses de vida, embora possa também ser prolongada até os 2 anos de idade ou até quando o bebé e a mãe quiserem.

No entanto, a mulher não nasce a saber amamentar e é comum surgirem dúvidas e problemas durante esta fase, e por isso é importante que o pediatra possa esclarecer todas as dúvidas e apoiar a mulher durante toda a amamentação.

Para amamentar corretamente existem certos passos que a mãe deve seguir sempre que for amamentar o bebé. São eles:

Passo 1: Perceber que o bebé está com fome
Para a mãe perceber que o bebé está com fome deves estar atenta a alguns sinais, como:
4O bebé procura abocanhar qualquer objeto que toque na região da boca. 
4Por isso se a mãe colocar o dedo perto da boca do bebé ele deverá virar o seu rosto e tentar colocar o dedo na boca sempre que estiver com fome;
4O bebé procura o mamilo;
4O bebé chupa os dedos e fica com a mão na boca;
4O bebé está inquieto ou chora e o seu choro é forte e alto.

Apesar destes sinais, há bebés que são tão calmos que esperam ser alimentados. Por isso, é importante não deixar o bebé sem comer mais do que 3-4 horas, colocando-o no peito mesmo que ele não apresente estes sinais. A amamentação deve ser feita dentro deste intervalo durante o dia, mas se o bebé estiver a ganhar o peso adequado, não será preciso acordá-lo a cada 3 horas para mamar durante a noite. Neste caso, a mãe pode dar de mamar somente 1 vez até o bebé completar 7 meses.

Passo 2: Adotar uma posição confortável
Antes de colocares o bebé no peito, a mãe deve adotar uma posição confortável. O ambiente deve estar calmo, de preferência sem ruídos, e a mãe deve manter as costas retas e apoiá-las bem para evitar dores nas costas e no pescoço. No entanto, as posições que a mãe pode adotar para amamentar podem ser:
4Deitada de lado, com o bebé deitado também de lado, virado de frente para ela;4Sentada num cadeirão com as costas retas e apoiadas, segurando o bebê com os dois braços ou com o bebê por baixo de um braço ou com o bebê sentado em uma das suas pernas;4De pé, mantendo as costas retas.

Qualquer que seja a posição, o bebé deve estar com o corpo virado para a mãe e com a boca e o nariz na mesma altura da mama. 

Passo 3: Colocar o bebé no peito
Após estar numa posição confortável a mãe deve posicionar o bebé para mamar e deverá primeiro ter muito cuidado ao posicionar o bebé. Primeiramente, a mulher deve encostar o mamilo no lábio superior ou no nariz do bebê, fazendo com que ele abra bem a boca. De seguida, deve mover o bebé para que ele abocanhe a mama quando estiver com a boca bem aberta.

Nos primeiros dias após o parto, deve-se oferecer as 2 mamas ao bebé, ficando cerca de 10 a 15 minutos em cada para uma para estimular a produção de leite.

Após a descida do leite, por volta do 3º dia após o nascimento deve-se deixar o bebé mamar até o peito esvaziar e só depois oferecer a outra mama. Na mamada seguinte o bebé deve começar pela última mama. A mãe poderá prender um alfinete ou um laço na blusa do lado que o bebé terá que mamar primeiro na próxima mamada para não se esquecer (alguns soutiens de amamentação incluiem uns ganchos de marcação) . Esse cuidado é importante porque normalmente a segunda mama não fica tão vazia como a primeira, e o facto de não esvaziar completamente pode diminuir a produção de leite nesta mama.

Além disso, a mãe deve alternar as mamas porque a composição do leite altera durante cada mamada. No início da mamada o leite é mais rico em água e no final de cada mamada é mais rico em gordura, o que favorece o ganho de peso do bebé. Por isso se o bebé não estiver a ganhar peso suficiente, é possível que ele não esteja a receber essa parte do leite. 

Passo 4: Observar se o bebé está a mamar bem
Para perceber que o bebé está a conseguir mamar corretamente, a mãe deve observar que:

4O queixo do bebé toca na mama e que o nariz do bebé está mais livre para respirar;
4A barriga do bebé toca na barriga da mãe;
4A boca do bebé está bem aberta e o lábio inferior deve estar virado para fora, como o dos peixinhos;
4O bebé abocanha parte ou a totalidade da aréola da mama e não somente o bico do peito;
4O bebé está calmo e pode-se ouvir o barulho dele a engolir o leite.

O modo como o bebé e pega a mama durante a amamentação influencia diretamente na quantidade de leite que o bebé ingere e, consequentemente, promove o seu ganho de peso, além de também influenciar no aparecimento de fissuras nos mamilos da mãe, o que provoca dor e entupimento do ducto, resultando em desconforto durante as mamadas. As fissuras nos mamilos é um dos principais fatores do abandono da amamentação.

Passo 5: Identificar se o bebê mamou o suficiente
Para identificar se o bebé mamou o suficiente, a mulher deve verificar se o peito que o bebé mamou está mais vazio, ficando ligeiramente mais mole do que antes dele começar a mamar e poderás pressionar perto do bico do peito para verificar se ainda sai leite. Se o leite não sair em grande quantidade, restando apenas pequenas gotas, isso indica que o bebé mamou bem e conseguiu esvaziar a mama.

Outros sinais que podem indicar que o bebé está satisfeito e com a barriguinha cheia são a sucção mais lenta no final da mamada, quando o bebé larga espontaneamente a mama e quando o bebé fica mais relaxado ou dorme no peito. No entanto, o facto do bebé adormecer nem sempre significa que ele mamou o suficiente, pois há bebés que ficam sonolentos durante a mamada. Por isso, é importante a mãe verificar se o bebé esvaziou ou não a mama.

Passo 6: Como retirar o bebé da mama
Para retirar o bebé da mama, sem correr o risco de magoar, deves colocar o teu dedo mindinho no cantinho da boca do bebé enquanto ele ainda está a mamar de forma a que ele largue o mamilo e só depois retirar o bebé da mama.

Depois de o bebé mamar, é muito importante colocá-lo para arrotar para ele eliminar o ar que engoliu durante a mamada e não golfar. Para isso, a mãe pode colocar o bebé no seu colo, na posição vertical, encostado no ombro e dar palmadinhas suaves nas costas. Pode ser útil colocar uma fralda no ombro para proteger a tua roupa porque é comum a saída de um pouquinho de leite quando o bebé arrota.

Horários para amamentar
Quanto aos horários da amamentação, o ideal é que ela seja feita em livre arbítrio, isto é, sempre que o bebé quiser. Inicialmente o bebé poderá ter a necessidade de mamar a cada 1h30 ou 2h durante o dia e a cada 3 a 4 horas à noite. Aos poucos a sua capacidade gástrica irá aumentar e já será possível comportar uma quantidade maior de leite, aumentando o espaço de tempo entre as mamadas.

Existe um consenso geral de que o bebé não deve passar mais de 3 horas sem mamar, mesmo durante a noite, até os 6 meses de vida. Recomenda-se que se ele estiver a dormir, a mãe acorde-o para mamar e certifique-se que realmente mamou, pois alguns dormem durante a amamentação.

A partir dos 6 meses de vida o bebé já poderá comer outros alimentos e poderá dormir a noite toda. Mas cada bebé tem o seu próprio ritmo de crescimento e cabe à mãe a decisão de dar de mamar de madrugada ou não.

Quando parar a amamentação
Saber quando parar a amamentação é uma dúvida comum a praticamente todas as mães. A Organização Mundial da Saúde recomenda que a amamentação seja exclusiva até os 6 meses do bebé e que se prolongue pelo menos até os 2 anos de idade. A mãe pode parar a amamentação a partir desta data ou esperar que o bebê decida não querer mamar mais.

A partir dos 6 meses o leite já não fornece a quantidade de energia suficiente que o bebé precisa para desenvolver-se e é nesta fase que há a introdução dos novos alimentos. Por volta dos 2 anos de idade além do bebé já comer praticamente tudo o que um adulto come, ele também já será capaz de encontrar conforto em outras situações que não sejam o seio da mãe, que para ele inicialmente representa um porto seguro.

Cuidados importantes

A mulher deve ter alguns cuidados no período da amamentação e hábitos de vida saudáveis, como:
4Alimentar-se adequadamente, evitando alimentos condimentados para não interferir no sabor do leite. 
4Evitar o consumo de álcool, pois pode passar para o bebé, o que prejudicaria o seu sistema renal;
4Não fumar;
4Fazer exercícios físicos moderados;
4Usar roupa confortável e soutiens que não apertem os seios;
4Evitar tomar medicação.

Espero que este post tenha sido útil nesta nova jornada. Fico a aguardar o teu feedback nos comentários.

0 comentários:

Enviar um comentário

Deixa o teu comentário!
Os comentários são moderados, pelo que podem não ser visíveis logo após o envio!