Gravidez mês a mês

Durante a gravidez, poderás surpreenderes-te com a forma como o teu corpo se altera e como o teu bebé cresce, pelo que será pertinente saberes antecipadamente, como se desenrola a tua gravidez mês a mês, de forma a preparares-te para receberes o teu bebé.

GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 1º MÊS
BEBÉ
Tudo começa com a fertilização do óvulo, ou seja, um espermatozóide fecunda o óvulo e este irá fixar-se na parede do útero (fenómeno conhecido por “nidação”). Esse processo acontece numa média de 24 a 48 horas.

O ovo começa a dividir-se muito rapidamente e passa a chamar-se zigoto. Entre 7 a 10 dias após a fertilização, ocorre a implantação (esta deve ocorrer no útero). Caso tal não aconteça, a gestação é considerada uma gravidez ectópica. O saco amniótico, o cordão umbilical e o saco vitelino estão em formação.

O tamanho do útero ficará um pouco maior para conseguir abrigar o óvulo fecundado. No final o bebé terá a forma de um disco achatado com mais ou menos 1mm de tamanho (tamanho aproximado de uma semente de chia) e as células cardíacas começam a bater.

MÃE
Geralmente o primeiro e mais comum sintoma da gravidez é a menstruação/período atrasado. Se isto ocorrer, convém fazer um teste de gravidez (através da urina ou análise ao sangue) e se este der positivo, a gravidez será confirmada, pois os testes detectaram a existência da hormona gonadotropina coriónica humana (BetaHCG).

Marca os exames pré-natais rapidamente, de forma a teres uma gestação seguida adequadamente.

Alguns dos sintomas: fadiga, náuseas, vómitos, aumento do volume dos peitos, vontade frequente de urinar (devido a uma maior pressão do útero sobre a bexiga), algum desconforto pélvico e elevado sentido de olfato.

Cuidados a ter:
Pratica exercício físico após aconselhares-te com o teu médico;♡ Evita ao máximo fumar, se não conseguires parar, reduz o máximo que conseguires, e procura aconselhamento médico;♡  Ingere uma dieta completa e saudável, que inclua alimentos saudáveis dos 5 grupos principais de alimentos;♡ Completa a tua dieta com alimentos ricos em ácido fólico, de forma a reduzir o risco de certos defeitos congénitos;♡ Ingere bastantes líquidos, preferencialmente água;♡ Evita determinados alimentos como o peixe e marisco crus, bem como lacticínios à base de leite não pasteurizado;♡ Cozinha bem a carne (não comas bife mal passado ou carpaccio) e coloca as tuas frutas e vegetais numa bacia com água e vinagre, antes de consumir;♡ Lembra-te dos teus cuidados de higiene: lava cuidadosamente as mãos antes de preparares e cozinhares as refeições ou antes de sentares-te à mesa.

GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 2º MÊS

BEBÉ
O feto passará de 1mm para 16 mm e pesará algo em torno de 1g, é do tamanho de um feijão vermelho.

Neste mês ocorre a formação de todos os sistemas e dos principais órgãos do corpo, ainda que não se desenvolvam completamente este mês. O tubo neural está formado e o osso começa a substituir a cartilagem. A cabeça ainda é grande quando comparada ao resto do corpo do bebé.

A placenta começa a formar-se. Por volta das 6 semanas, o batimento cardíaco do bebé já pode ser detetado e às 8 semanas, de “embrião” passa a chamar-se “feto”. Formam-se as orelhas, os tornozelos, os dedos das mãos e dos pés.

MÃE
Neste mês o útero terá um tamanho muito maior, bem como o peito, podendo até estares com uma sensibilidade mamária aumentada, dada as alterações hormonais que começam a trabalhar na necessidade de gerar leite materno. O mamilo pode ficar maior e mais escuro.

Podem iniciar-se, infelizmente, as náuseas matinais (ocorrem principalmente de manhã), o que pode levar a que te sintas cansada e necessites de descansar por períodos maiores.

Cuidados a ter:
Para aliviar, evita alimentos muito pesados e ricos em gordura, e divide as tuas refeições, consumindo snacks entre as três refeições principais;
Para evitares o cansaço e desconforto que resultam das náuseas, não saltes o pequeno-almoço. Se o fizeres, podes ter ataques de fome ou queda de energia durante a manhã;
Lembra-te também da hidratação, deves beber no mínimo 1,5 litros de água por dia;
Retira por completo da tua alimentação as bebidas alcoólicas e as bebidas açucaradas e limita a toma de bebidas com cafeína, como o café ou o chá (eu recomendo a cessação destas bebidas).

GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 3º MÊS

BEBÉ
No final do 3º mês, o bebé mede cerca de 54 mm (da cabeça ao rabo) e pesa cerca de 14 g (tamanho aproximado de uma lima).
O bebé consegue abrir e fechar a boca e os punhos. As unhas das mãos e dos pés começam a desenvolver-se e os ouvidos externos estão formados.

Os dentes começam a formar-se dentro das gengivas. Os órgãos reprodutivos do bebé também estão em formação mas ainda poderá não ser possível distinguires o sexo do bebé numa ecografia. No final deste mês, o bebé está completamente formado. Todos os órgãos e extremidades estão presentes e continuam a amadurecer para que se possam tornar funcionais.
O risco de aborto espontâneo desce consideravelmente no final deste mês de gestação.

MÃE
Poderás começar a sentir o aumento do peso, o ideal será um aumento de 1 kg neste mês. Consequentemente poderás deixar de caber nas tuas roupas habituais, pelo que deves adquirir roupas largas e confortáveis.

GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 4º MÊS

BEBÉ
O feto nesta fase mede aproximadamente 15 cm e pesa à volta de 93 gramas. Move-se, dá pontapés, engole líquido amniótico e até já consegue ouvir as vozes do meio externo, principalmente a da mãe.

A sua pele é transparente e o cordão umbilical continua a crescer, de forma a conseguir transportar alimento suficiente da mãe ao feto.

O sistema nervoso começa a funcionar. Os órgãos reprodutivos estão completamente formados e o médico poderá conseguir ver o sexo do bebé a partir da ecografia.

MÃE
As náuseas provavelmente irão diminuir ou até mesmo desaparecer e o apetite da mãe irá aumentar, fazendo com que sinta um nível de energia superior.

Poderás sentir, pela primeira vez, um movimento leve do teu bebé, uma espécie de girino na barriga, principalmente ao deitar, quando consegues abstrair-te mais facilmente do mundo que te rodeia.

Irás sentir um crescimento da barriga, o que pode levar à necessidade de teres de adquirir roupas confortáveis de maternidade.

Cuidados a ter:
Presta especial atenção ao seu aporte de iodo, que é um nutriente essencial para o bom funcionamento da tiróide. Este mineral pode ser fornecido através da alimentação, principalmente com o sal de mesa iodado. Atenção que o sal não deve ser consumido em excesso.

Alguns alimentos ricos em iodo:
♡ Atum em conserva (em óleo)
♡ Algas secas
♡ Bacalhau
♡ Camarão
♡ Lagosta
♡ Peito de peru assado
♡ Ameixas secas
♡ Ovos cozidos
♡ Bananas
♡ Vagem

GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 5º MÊS

BEBÉ
No final do 5º mês, o bebé pesa cerca de 245g e mede cerca de 25cm. Os seus músculos, e consequentemente os seus movimentos, estão a ficar cada vez mais vigorosos, conseguindo mover os seus braços e pernas, virando-se e dando pequenos pontapés.
O desenvolvimento do cérebro do bebé está agora a acelerar: tem já entre 12 e 14 mil milhões de células nervosas. Em breve poderá memorizar as suas experiências sensoriais.

O cabelo começa a crescer na cabeça e o corpo do bebé cobre-se com uma penugem fina, chamada lanugo. Esta camada de pelos protege o bebé e desaparece na primeira semana de vida. A pele está coberta por uma camada de gordura (vernix caseosa) que protege a pele do bebé do contacto permanente com o líquido amniótico. Esta substância cremosa desaparece quase completamente antes 
do parto. 

Os pulmões também prosseguem o processo de maturação: o bebé tem movimentos respiratórios cada vez mais frequentes mas são ainda irregulares. O pâncreas está a começar a produzir insulina, que permite ao seu bebé usar o açúcar e gordura para o seu crescimento. O bebé dorme e acorda a intervalos regulares que podem não ser compatíveis com os da mãe.

MÃE
Estás a meio da gravidez e o nível de ansiedade poderá estar ao rubro.
Os movimentos fetais começam a ficar tão intensos que poderás sentir o bebé mexer com maior frequência. Há um aumento da humidade vaginal (leucorreia), mas nada preocupante, a menos que a secreção apresente um cheiro fétido/forte.

Além disso, congestão nasal, sensação de entupimento do ouvido, prisão de ventre, azia, dificuldade de digestão e caimbras nas pernas também são sintomas comuns nesta fase.

GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 6º MÊS

BEBÉ
No final deste mês o feto mede aproximadamente 30cm e pesa cerca de 640g.
A pele do bebé é avermelhada, enrugada e translúcida. Os dedos e as impressões digitais são visíveis. As pálpebras começam a separar-se e os olhos a abrir.

O bebé reage aos sons mexendo-se ou aumentando a frequência cardíaca. O sistema imunitário do bebé está em desenvolvimento. Os movimentos do bebé são cada vez mais fortes e evidentes.

MÃE
Poderás sentir a pele da zona abdominal a esticar e poderá dar-te prurido (comichão), portanto reforça a hidratação oral e tópica (aplica um creme hidratante gordo várias vezes ao dia).

Poderás começar a sentir dores na região lombar, devido ao aumento do peso corporal, pelo que é recomendado o uso de sapatos com tacão reduzido, bem como a prática de exercício físico. Evita estar longos períodos em pé.

Poderás sentir dor na região do útero, devido ao seu estiramento, bem como poderás sofrer de obstipação, devido à pressão do útero sobre o intestino. Ingere mais água e aumenta a ingestão de alimentos ricos em fibra (exemplo, frutas e legumes). Evita a ingestão de laxantes sem antes consultar o seu médico.

Não te esqueças de inscreveres-te nas aulas de educação para o parto fornecidas gratuitamente pela maioria dos centros de saúde, ou a título privado em algumas clínicas. Estas são essenciais para desmistificar alguns assuntos, bem como perder medos e ficar mais relaxada.
GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 7º MÊS

BEBÉ
O bebé agora mede cerca de 40cm e pesa 1200g. Ele continua a amadurecer e começa a acumular uma reserva de gordura por baixo da pele, que ajuda na conservação da temperatura corporal após o nascimento.
Muda frequentemente de posição e responde a estímulos sonoros, à dor e à luz. A quantidade de líquido amniótico começa a diminuir.
O mecónio (primeira matéria fecal do bebé), uma substância escura e espessa, começa a acumular-se no intestino.

MÃE
É usual aparecer edema (inchaço) dos tornozelos e pés, para contrariar esta situação deite-se relaxada com as pernas elevadas; evita usar calças e sapatos apertados; evita estar longos períodos de pé. Se o inchaço durar mais de 24 horas, procura o médico imediatamente.

Poderão aparecer estrias no abdómen, peito e nádegas, reforça a aplicação de creme hidratante gordo. Podes também perder o equilíbrio devido ao aumento do abdómen e alteração do teu centro de gravidade.

Poderás sentir contrações de Braxton-Hicks, as falsas contrações de trabalho de parto, ou seja, sentes a barriga dura durante uns segundos, no entanto não sentes dor e estas contrações não ocorrem em intervalos regulares.

GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 8º MÊS

BEBÉ
O teu bebé continua a crescer, durante os dois últimos meses vai duplicar o seu peso e crescer cerca de 10 centímetros. No final do 8º mês, o bebé mede cerca de 46cm e pesa à volta de 2350g (tamanho aproximado de um melão médio).

Outro ponto importante é que, em 95% dos casos, ele vira-se completamente para tomar a posição de nascimento, ou seja, fica com a cabeça para baixo, bem dobrado e com as costas viradas para o lado esquerdo.

Como ele já está muito grande, encontra-se limitado nos movimentos, no entanto ele pode continuar a dar pontapés, e nesta fase poderás até visualizar a forma de um cotovelo ou de um calcanhar na tua barriga.

Se nascer antes das 37 semanas o feto é considerado prematuro, no entanto já apresenta um bom prognóstico.

MÃE
Podes sentir uma sensação de tensão ou dor difusa na zona baixa do abdómen. Não te preocupes isso é normal: as tuas articulações da bacia estão a começar a alargar ligeiramente para permitir que o bebé passe entre elas.

Poderás visualizar a saída de colostro (líquido amarelado) pelo mamilo, pois poderás já estar a produzir leite materno.

Dormir torna-se uma missão complicada, mas que torna-se mais fácil se colocares várias almofadas debaixo da cabeça ou se dormires na posição de sentada.

O bebé está a pressionar a região pulmonar e gástrica, pelo que poderás sentir alguma dificuldade em respirar e apresentar uma diminuição do apetite, mas não fiques sem comer, opta por fazeres várias refeições de dimensões menores.

Cuidados a ter:
♡ Fazer exercício físico diário (caminhada);♡ Cuidar da pele (hidratar);♡ Não deitar de barriga para cima, dá sempre prioridade em dormires virada para o lado esquerdo;♡ Evita esforços excessivos;♡ Trata da mala para maternidade da mãe, bebé e pai (se estiver previsto ele acompanhar-te e for possível a estadia na maternidade) no máximo até às 37 semanas;♡ Não esqueças de levar para o hospital: boletim da grávida, exames e análises clínicas, kit para recolha das células estaminais (se for o teu caso) e a cadeirinha para o carro.

Sinais de alerta a ter em conta:
♡ Hemorragia vaginal ou saída de líquidos pela vagina;♡ Cãibras ou dores de estômago;♡ Visão turva ou ver manchas nos olhos;♡ Notar uma diminuição considerável dos movimentos do bebé;♡ Apresentar contrações dolorosas rítmicas e em intervalos regulares.

GRAVIDEZ MÊS A MÊS: 9º MÊS

BEBÉ
O bebé mede à volta de 50cm e pesa 3200g, já é considerado um bebé de termo e já apresenta pulmões maduros.

Os reflexos estão bem desenvolvidos e coordenados o que permite ao bebé virar-se, pestanejar, abrir e fechar os olhos e agarrar firmemente (reflexos do recém-nascido).

MÃE
Poderás sentir que a tua barriga está mais baixa, isso deve-se ao fato de o bebé ter descido e encaixado no útero, pronto para nascer.
O umbigo pode ficar saliente, isto geralmente volta à posição inicial após o parto. Poderás sentir uma vontade mais frequente em urinar, devido a uma maior pressão sobre a bexiga.
Poderás sentir edema (inchaço) por todo o corpo, mas mais acentuado nos tornozelos e pés.

O nascimento do bebé pode ocorrer nas 2 semanas antes ou até 2 semanas após a data provável. No entanto depois da data provável, o teu médico deve verificar se o teu bebé está bem e pode decidir, no caso de ser necessário, induzir o parto.


Todas as informações apresentadas e expostas são em colaboração e da responsabilidade da entidade: Serviço Nacional de Saúde Português (acessa aqui)

0 comentários:

Enviar um comentário

Deixa o teu comentário!
Os comentários são moderados, pelo que podem não ser visíveis logo após o envio!