In Living

Happiness

A temática da “felicidade” pode ser tão complexa que para falarmos dela com profundidade, teríamos de não só mencionar imensos autores e estudos sobre o assunto, como ocupar muitas páginas deste blog! Como tal, não há nada como ser prático e ir direto ao assunto: ser feliz não é fácil mas é perfeitamente possível!
Ser feliz não é um estado permanente, até porque nada é permanente na vida (porque teria de ser a felicidade?). Ser feliz é o somatório das vezes que, evidentemente, vamos estando felizes. Estou mais vezes feliz do que estou triste? Então talvez possa considerar que sou feliz. Ou, alimentamos demais a tristeza?

Antes de continuarmos é importante referir que obviamente existem situações que não podem deixar de nos afetar e de nos deixar tristes. Sendo humanos, não podemos deixar de ficar deprimidos com a doença, ou com a morte de alguém que nos é querido ou com a perda do emprego, etc. E, essas emoções têm de ser aceites, têm de se expressar, têm de sair cá para fora. Porém, depois, temos de ter a capacidade de perceber que talvez já chegue de alimentar a tristeza e que é tempo de nos erguermos e de continuarmos a nossa vida.

Fácil, não é, de todo! Contudo, é perfeitamente possível. Podemos escolher se ficamos tristes ou felizes? Ou, pelo menos, “neutros”, sem cairmos na grande espiral descendente da depressão? Fora os tais problemas aos quais não podemos ficar indiferentes ou a problemas de saúde específicos (neurológicos, por exemplo) que não permitem, organicamente, que nos sintamos felizes e/ou mais tranquilos, a resposta é sim!

A “culpa” não é propriamente nossa e, possivelmente, é de todos. Numa sociedade virada para o consumismo, o “Ter” tem-se sobreposto ao “Ser”, mas ao Ser interior que é confundido, muitas vezes, com estatutos – ser médico, ser “VIP”, ser “isto ou aquilo”. Isso também é ter. E, quando não se consegue “ter” ou se vive com um medo desmesurado, ainda que inconsciente, de se perder o que se tem, qualquer coisa que não corra bem na nossa vida é um gatilho para desencadear um mau humor, uma tristeza. E, a verdade é que a vida passa ao lado e nem a vemos bem, focamo-nos nas perdas (que tantas vezes são ganhos!) e nas nossas limitações.

Os conceitos de Mindfulness que também têm inerentes muitos conceitos da Psicologia Positiva, dão algumas diretrizes sobre o que podemos fazer para nos sentirmos, pelo menos, mais felizes. Aqui ficam as sugestões!

1ª – Agradece! Quando acordares, verifica se está viva. (Parece ridículo mas não é!) Verifica se os que amas estão vivos. Estão? Ótimo! Respira fundo e agradece. A gratidão é uma “coisa” extremamente importante da nossa vida. Traz-nos ao presente, à realidade daquilo que se está a passar connosco e não nos deixa ficar tão presos à “desgraça”, mesmo as tão pequenas e insignificantes como ter “rasgado as calças” ou “partido o salto do sapato”. Ajuda a minimizar os problemas…

2ª – Aceita! Aceita que és diferente dos demais e que se as tuas limitações são as qualidades de uns, podes ter a certeza que as tuas qualidades são o ponto fraco de outros. Valoriza as suas competências e aceita as tuas limitações. Se fossemos todos iguais o mundo não tinha evoluído tanto…

3ª – Faz exercício físico! As caminhadas contam e muito! O exercício vai ajudar a que segregues hormonas que transmitem-te a sensação de bem-estar e de boa disposição.

4ª – Compromete-te! Tem sempre um objetivo na vida! Não interessa se é pequeno ou grande ou se é ligado à vida profissional, ou não. Faz algo com foco e atenção. Por exemplo: o que gostas de fazer nos tempos livres? Seja cozinhar, ler ou ver filmes na televisão, faz-lo "sem culpas". Faz-lo com gosto e foca-te mais no processo do que no produto final! O segredo é, de facto, saborear as fases da “viagem”. O produto final será resultado da dedicação e aprendizagem que fizeste durante todo o processo.

5ª – Responsabiliza-te! Em vez de te culpares em excesso ou passares ao oposto e te desresponsabilizares, desculpando-te imenso… para! Sê responsável pelo que fizeste: «Não consegui fazer melhor. O que posso fazer para que, numa próxima vez, tenha um resultado diferente?». Analisa e aprende com os erros, não chores demasiado sobre eles. Só quem nada faz é que não erra…

6ª – Tem e mantém relações positivas! Os amigos são importantes e não deves exagerar na solidão ainda que sejas uma pessoa que goste de estar sozinha. Conviver é muito importante! Desabafar e estar com pessoas que te fazem rir e que te entendem vai ajudar muito, especialmente a não te achares a pessoa com mais azar "à face da terra". Vais perceber, muitas vezes, que o teu problema, afinal, não é assim tão grave.

7ª – Não vivas a vida dos outros! Sê ambiciosa e inspira-te em vidas alheias para que ainda sejas mais criativa, mas não para fazeres uma réplica da vida de alguém. Não te esqueças que, por mais dinheiro que uma pessoa possa ter (ou parecer ter) ou por mais famosa que seja, também tem problemas e tristezas tal e qual como outra pessoa. Por mais simples que seja a tua vida, ela pode ser maravilhosa!

Todos os dias de manhã, tenta escolher os teus pensamentos tal e qual como escolhes as tuas peças de roupa! Sê seletiva e afasta os pensamentos menos bons, depressivos e/ou pessimistas! Como disse, nada disto é fácil mas, repito, é absolutamente possível! A partir de hoje, escolhe mais vezes… ser feliz!


inspirado em P’la Escola de Mindfulness Essencial

Related Articles

26 comentários:

  1. Gostei muito destas dicas, todos deviamos praticar todos os dias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Obrigada pelo teu comentário Carla! Beijinhos

      Eliminar
  2. Hi Delta,
    I hope you are well?
    There are lots on this list I have never seen so thank-you:)
    Happiness really is a decision – even if everything else seems negative, why be unhappy too?!
    Take a deep breathe and make the decision to be happy, no matter what.
    I have a big smile on my face now:)
    Enjoy your weekend,
    Kate

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Hi Kate! Thanks for your support and for your comment! :*

      Eliminar
  3. Hi Delta
    So awesome being here and even more awesome to see my little ol’ blog listed here among the Happiness stated here. Thank you! I’m so honored to be part of this list.
    Happiness is such a beautiful state..I do wish we can all live in constantly…and how can we not now that there are so many happy resources out there.
    I know a few here and many I still dont…thank you fro pointing me in the direction of happiness ��
    Much Love,
    Z~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Thanks for your comment dear Zeenat

      Eliminar
  4. Catarina Lopes27 setembro, 2018

    Olá querida Delta, como sempre um excelente post. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Obrigada pelo teu comentário querida :*

      Eliminar
  5. Felicidade é seguir o teu trabalho e a cada dia estares a vencer :) beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Obrigada pelo apoio :) beijinhos

      Eliminar
  6. Eduard Miller27 setembro, 2018

    that is such a powerful positive message you give, that happiness is a skill you can practice! You know, I had not thought of it like that at all – more that it is a feeling you get when things go well for you. I guess my attempt to enjoy perpetual happiness has always been to put myself right in its way – doing happy things, singing, playing music. Great post and useful list, I’ll be back for more, thanks ��

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Hi Eduard! Absolutly, happiness is a skill you can practice! :) Thanks for your comment

      Eliminar
  7. Hi dear Delta. Happiness is like a butterfly that likes to flutter by. if you remain ever so still and have faith in the process it might just land on you for a few seconds. :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Hi dear! Thanks for your beautifuls words! :*

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Obrigada pelo teu comentário querida Marilia!

      Eliminar
  9. Talk happiness. The world is sad enough without your woe. – Orison Swett Marden

    I’ve always concentrated on self improvement tips, but I think it is time to change my direction and find what really makes me happy rather than changing myself for others.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Try Magg <3 Thanks for your comment!

      Eliminar
  10. Mauro Teixeira30 setembro, 2018

    Adorei e a tua revista está incrível como sempre :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Olá Mauro, obrigada pelo teu comentário! Fico muito contente que tenhas gostado da revista! Beijinhos

      Eliminar
  11. Catarina Bettencourt30 setembro, 2018

    Gosto muito dos looks beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      Obrigada pelo comentário Catarina

      Eliminar
  12. Catarina Fonseca03 outubro, 2018

    Adoro a forma como escreves, beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      :* Obrigada Catarina

      Eliminar
  13. Respostas
    1. Delta Ferreira06 outubro, 2018

      <3 Obrigada pelo comentário

      Eliminar

Deixa o teu comentário!
Os comentários são moderados, pelo que podem não ser visíveis logo após o envio!